quarta-feira, 22 de setembro de 2010

IMED apóia lançamento de novo CD de Rodrigo Nassif


A IMED apóia o lançamento do segundo CD de composições de Rodrigo Nassif, intitulado Fronteira.


Seu novo CD conta com dez composições de sua autoria, aprofunda e aperfeiçoa o trabalho de seu CD anterior, e também é um lançamento do selo Café com leite, produzido por Evandro Lazzarotto e Rodrigo Nassif, mesclando pitadas jazzísticas aos ritmos regionais com referências ao universo musical do Rio da Prata.

Quatro das dez composições novas estão disponíveis no www.myspace.com/rodrigonassif são elas : Blimundiando, Todas as coisas não ditas aquela noite, Tio Pepepo e Fronteira.

QUANDO: Sexta-feira (24/09)- Às 21h30min- A entrada é 1kg de alimento não perecível!
ONDE: Teatro SESC Passo Fundo
PROMOÇÃO: IMED e Manno Escobar cabelereiros

Semeando Justiça para o Séc. XXI


 O Grupo de Pesquisa Mediação e Justiça Restaurativa e o Grupo de Estudo Psicologia Positiva e Justiça Restaurativa convidam você para assistir ao documentário intitulado "Semeando Justiça para o século 21" (vídeo institucional do projeto Justiça 21).

Quando: 23 de setembro (quinta-feira)- 17h15min                        
Onde: Sala 204 da IMED-Entrada Franca                                    
Debatedores: Prof. Ms. Israel Kujawa e Prof. Dr. Mauro Gaglietti

Informações:

O que é a Justiça para o Século 21?

O projeto JUSTIÇA PARA O SÉCULO 21 tem o objetivo de divulgar e aplicar as práticas da Justiça Restaurativa (JR) na resolução de conflitos em escolas, ONGs, comunidades e Sistema de Justiça da Infância e Juventude como estratégia de enfrentamento e prevenção à violência em Porto Alegre. Implementado desde o ano de 2005, na 3ª Vara da Infância e da Juventude da capital gaúcha, o Projeto Justiça para o Século 21 é articulado pela Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul.

A concepção de trabalho do Projeto Justiça para o Século 21 tem estratégias emancipatórias, irradiando para a rede de atendimento e para a comunidade na relação com as Políticas Públicas definidas pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) por meio de parcerias individuais e institucionais. Em três anos de Projeto (2005-2008), 2.583 pessoas participaram de 380 procedimentos restaurativos realizados no Juizado da Infância e da Juventude. Outras 5.906 participaram de atividades de formação promovidas pelo Projeto. Além do Juizado, outros espaços institucionais como as unidades de privação da liberdade da Fundação de Atendimento Sócio-Educativo do Rio Grande do Sul (antiga FEBEM), unidades de medidas socioeducativas de meio aberto, abrigos, escolas e ONGs também já estão aplicando essas práticas na gestão de conflitos internos, evitando sua judicialização.

As iniciativas do Projeto têm sua inserção principal na rede de atendimento ao adolescente em conflito com a lei a partir do Sistema de Justiça, mas estabelece parcerias de forma que amplia sua abrangência, produzindo repercussões no âmbito de outras políticas como as de Segurança, Assistência, Educação e Saúde.

Objetivos

- Qualificar a execução das medidas socioeducativas no Juizado da Infância e da Juventude de Porto Alegre, no âmbito do processo judicial e do atendimento técnico, mediante os princípios e métodos da Justiça Restaurativa;

- Contribuir com a garantia dos direitos humanos e com a prevenção da violência nas relações em que os adolescentes em atendimento tomam parte;

- Sistematizar e difundir a metodologia necessária à implantação da Justiça Restaurativa no Sistema de Justiça da Infância e da Juventude, e nas demais políticas públicas.

Convite DCE e Escola de Direito - Humanizando Direitos

Humanizando Direitos:
O que queremos saber dos Magistrados?

Mauros respondem!

Mauro Caum Gonçalves
Juiz de Direito na 3° Vara Cível do Foro Central de Porto Alegre – RS;
Protagonista de Penas severas em relação aos direitos dos consumidores;
É um dos diretores de promoção da cidadania e dos direitos humanos da AJURIS;

Mauro Evely Vieira de Borba
Juiz de Direito atuando em Entrância Final em Porto Alegre – RS;
Membro do Comitê Estadual Contra a Tortura e Pelos Direitos Humanos do
Rio Grande do Sul; Co-Diretor de Direitos Humanos da AJURIS;

Mauro Gaglietti
Doutor em História PUC – RS;
Mestre em Ciência Política UFRGS;
Graduado em História UFSM;
Professor da IMED;
Pesquisador político.

Três Mauros e a comunidade IMED discutindo os Direitos Humanos, a magistratura plena, democracia, sociedade, e o que mais vier à mente de todos os participantes, em um ambiente descontraído onde os fomentadores estarão em formato circular, frente a frente com o público e os participantes poderão discutir e expor suas dúvidas e opiniões.

Data: 24 de setembro as 19h 30min. no Auditório da IMED

Entrada franca com certificado de 4 horas aula

Evento para todos os interessados dos diversos cursos da IMED
e comunidade geral

Realização:

DCE Matheus Teixeira e Escola de Direito da IMED


Informativo SPRGS - Nº 23

Visualize o informativo no link: http://sprgs.comunicacaoporemail.net/ver_mensagem.php?id=H118741355100521201408107112364
Alguns destaques:

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

IV CINEPSICO: DIA DAS CRIANÇAS

O CinePsico em sua quarta edição e na véspera do dia das crianças apresenta: A menina no país das maravilhas (Phoebe In Wonderlan), um filme independente americano de 2009, do gênero drama, dirigido por Daniel Barnz. A entrada é franca!


O país de Phoebe abriga muito mais que critérios diagnósticos. É um país que abarca um universo inteiro. Com o estress do dia-a-dia, o comportamento de Phoebe piora cada vez mais, criando uma forte pressão em seus pais. Ambos tentam compreender e ajudar a filha, mas Phoebe se esconde em suas fantasias, confundindo realidade com sonho. A menina terá que encarar um duro processo, passando por uma incrível transformação.



O que: CinePsico: A menina no país das maravilhas
Onde: Mini-auditório da IMED
Quando: 09 de outubro, às 14 horas
Apoio: DASCOMPLICA
Realização: CinePsico

V Congresso Brasileiro de Avaliação Psicológica

O V Congresso Brasileiro de Avaliação Psicológica ocorrerá em Bento Gonçalves (RS) em 2011. Em breve, informações sobre o evento.


Fonte: http://www.ibapnet.org.br

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Há 30 anos morria o psicólogo suíço Jean Piaget

Para homenagear o psicólogo Jean Piaget, cuja vastíssima obra teve um profundo impacto sobre o estudo do desenvolvimento humano, o site do Estadão publicou a seguinte matéria:


"O professor suíço Jean Piaget, conhecido como o ‘pai da psicologia infantil moderna’ morreu há 30 anos, no dia 16 de setembro de 1980, aos 84 anos, em Genebra, Suíça.
Formado em Biologia, mas interessado no estudo da inteligência e do pensamento, ele se especializou em psicologia infantil durante mais de 50 anos de pesquisas que lhe deram renome mundial e inúmeros discípulos, inclusive no Brasil, onde muitas escolas ainda seguem sua orientação. Segundo ele, uma criança não pode ser forçada, pela escola ou família, a desenvolver sua compreensão mais depressa do que permite sua evolução natural.
"A nossa cultura acaba de perder um dos maiores gênios do século XX", lamentou a professora da Universidade de São Paulo, Zélia Ramozzi, estudiosa da obra de Piaget.
"Perder Piaget é perder o líder interdisciplinar que procura, na Psicologia do Desenvolvimento da inteligência infantil, um método seguro para encontrar o misterioso vínculo que reúne a vida orgânica e a inteligência", declarou a professora da Universidade Estadual de Campinas, Amélia Domingues de Castro.
A teoria desenvolvida por Jean Piaget defende a descoberta do mundo pela própria criança. Numa das muitas entrevistas que deu durante seus anos de trabalho, Piaget declarou ao Estado que "o objetivo da Educação não é aumentar a quantidade de conhecimento, mas criar possibilidades para a criança inventar e descobrir. É de criar pessoas capazes de fazer coisas novas".
Piaget nasceu em 9 de agosto de 1896, em Neuchâtel, Suíça, em cuja universidade estudou Biologia especializando-se em Zoologia. Em 1921 Piaget foi nomeado diretor do Instituto de Estudos de Genebra, e mais tarde foi catedrático das universidades de Lausanne e Paris. Pouco a pouco foi se interessando primeiro pela Epistemologia e pela Lógica e, finalmente, pela Psicologia, terreno em que, segundo muitos, teria exercido uma influência semelhante à de Freud.
Muito simples, chegou uma vez a ser barrado pelo porteiro do prédio da ONU, que exigiu passaporte diplomático daquele senhor que chegava de bicicleta para fazer uma conferência para um auditório lotado.
Doutor honorário de mais de 30 universidades, Piaget escreveu mais de 40 livros e um grande número de artigos.
Entre suas obras mais conhecidas estão A linguagem e o pensamento da criança, A representação do mundo na criança, O nascimento da inteligência da criança, Memória e inteligência e Epistemologia genética.


LINK: http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,ha-30-anos-morria-o-psicologo-suico-jean-piaget,610727,0.htm"

Com certeza, Jean Piaget revolucionou a Psicologia e deixou uma herança riquíssima para todos nós. O DAscomplica também deixa aqui sua singela homenagem, lembrando desse importante psicólogo.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

CFP suspende efeitos da Resolução CFP nº 009/2010 por seis meses

"O Conselho Federal de Psicologia suspendeu os efeitos da Resolução CFP nº 009/2010, que trata da atuação do psicólogo no sistema prisional, pelo prazo de seis meses, a partir de 02 de setembro de 2010, por meio da Resolução nº 019/2010.

Tal decisão se dá pelo Conselho acatar, em parte, a Recomendação da Procuradoria da República no Rio Grande do Sul – Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão, que requereu a suspensão das Resoluções nº 009/2010 e nº 010/2010,sob pena de que o CFP responda a Ação Civil Pública.

Em face de tal Recomendação, o Conselho Federal de Psicologia informa que decidiu por não acatar a Recomendação de suspensão dos efeitos da Resolução CFP nº 010/2010, que institui a regulamentação da Escuta Psicológica de Crianças e Adolescentes envolvidos em situação de violência na Rede de Proteção, porque entende que a inquirição de crianças e adolescentes em juízo, pelo psicólogo, não corresponde aos limites do exercício da Psicologia e aos limites éticos da profissão. Tais parâmetros encontram sustentação na Lei nº 4.119/62 e no Código de Ética da Profissão (Resolução CFP nº 10/2005).

Com relação à Resolução nº 009/2010, o CFPdecidiu acatar a Recomendação. Ao fazê-lo, o CFP reafirma que essa Resolução foi aprovada pelo conjunto dos Conselhos de Psicologia sob a égide da crítica às instituições penitenciárias que, de maneira geral, não cumprem sua função de ressocialização, descumprindo a Lei de Execuções Penais no tocante à instalação da Comissão Técnica de Classificação e delegando ao exame criminológico a decisão sobre a progressão de pena. Foi em vista disso que o CPF vetou a realização do exame criminológico pelos psicólogos. Tal exame não atende aos princípios éticos e técnicos da profissão.

A suspensão da Resolução também busca resguardar psicólogos que vêm sendo ameaçados de prisão por acatar a decisão do Conselho pela não realização do exame criminológico.

A decisão do CFP é tomada na expectativa de poder defender a importância da Resolução nº 009/2010 em audiência pública indicada pela Procuradoria do Rio Grande do Sul quando da recomendação da suspensão. Tal debate será oportuno na medida em que a discussão sobre a Resolução não fique restrita à Psicologia e ao Sistema Judiciário, englobando também atores importantes nesse cenário tais como o Ministério da Justiça, a Defensoria Pública, o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP) e a Pastoral Carcerária, entre outros. A Psicologia tem grande expectativa dos frutos que a expansão desse debate tão necessário à sociedade brasileira podem gerar.

Vale salientar que o CFP, em parceria com o Departamento Penitenciário Nacional e a partir do convite desse órgão, realizou, em 2005, o I Seminário Nacional sobre a Atuação do Psicólogo no Sistema Prisional e, desde então, vem provendo diversos debates sobre o tema com a categoria e sociedade.

Por fim, o CFP reafirma não haver dúvidas sobre seu papel de regular a prática profissional e sobre o acerto em regulamentar, via resoluções, a atuação do psicólogo no sistema prisional e na rede de proteção às crianças e adolescentes em situação de violência.

Conselho Federal de Psicologia

4 de setembro de 2010"

FONTE: http://www.pol.org.br/pol/cms/pol/noticias/noticia_100905_001.html

domingo, 12 de setembro de 2010

Filmes e livros em debate na IMED

As Bases Biológicas do Comportamento

 O livro As Bases Biológicas do Comportamento de Marcus Lira Brandão* destina-se a todos os interessados em  neurociências. Para sua compreensão não há  necessidade de qualquer conhecimento prévio  nesta área do conhecimento. As noções básicas de  Neuroanatomia e Neurofisiologia são abordadas  nos dois primeiros capítulos e é dada uma explicação para cada termo novo que aparece ao longo  do livro. Ao final de cada capítulo é discutido um  aspecto clínico associado ao tema em questão.  Com isto, pretende-se passar ao aluno que se  inicia no estudo das neurociências a importância  dos conhecimentos básicos da Psicobiologia para a  compreensão das doenças mentais. A sinopse dos capítulos do livro  estão disponíveis no síte www.psicobio.com.br.

O livro está disponível em formato eletrônico e, segundo o autor ''foi amplamente revisada e alguns capítulos expandidos em relação à publicação impressa de 2004''. O CNPq disponibiliza o ebook aqui (http://www.cnpq.br/cnpq/livro_eletronico/index.htm).

*Marcus Lira Brandão é Professor Titular do Departamento de Psicologia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Universidade de São  Paulo - FFCLRP (USP)


sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Projeto "DCE, paga meu seminário?"


O DCE IMED está lançando o projeto “DCE, paga meu seminário?” para o curso de psicologia. O seminário será realizado no mês de agosto, e o DCE estará pagando a inscrição neste seminário de 15 acadêmicos da escola de Psicologia IMED, que participarem enviando textos para o DCE, com o tema do Seminário.

Para concorrer, envie seu texto para dce@imed.edu.br ou na sala do DCE até 18 de setembro e estará participando. Os textos serão avaliados pelo Diretório e um professor da escola de psicologia e deverão ter no máximo duas (2) a três (3) páginas, onde as idéias dos alunos devem ser baseadas em no mínimo três autores, dialogando (concordando ou não) e idéias próprias do aluno. Desta maneira, o DCE incentiva a produção baseada na ciência.

Veja como participar:

• Tema: Avaliação Psicológica

• Máximo de páginas: 2 a 3 páginas

• Textos individuais (um escritor)

• Autores citados: no mínimo três (3) – descrever a fonte

• Textos de acordo com a ortografia da língua portuguesa vigente

• Envie para dce@imed.edu.br ou na sala do DCE até dia 18 de setembro de 2010.

• Os textos serão divulgados em jornal ou no site http://www.dce.com.br/ mediante autorização por escrito e assinada.


Participe, valorize as iniciativas do DCE e a sua formação acadêmica.



DCE IMED

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

IV Seminário de Psicologia da IMED



IV SIMPÓSIO AÇÕES HUMANIZA HC: DOAR É HUMANIZAR

As incrições já estão abertas! E podem ser efetuadas pelo site http://www.hcpf.com.br/

O evento ocorrerá na Faculdade de Medicina UPF – Frente HSVP no dia 24/09/2010 (manhã e tarde)


Confira a programação:
08:00 ABERTURA:

08:30hs PALESTRA: A importância da Doação: - Beto Albuquerque

09:15 MESA REDONDA I – Contextualização da Captação e Doação de Órgãos.

• Quem é doador? O que é morte encefálica? - SNN Dr. Leonardo Frighetto
• Processo de captação - Lista de espera. - CIHDOTT- Rodrigo Guerra Casarin
• Abordagem e suporte aos familiares - Psicólogo Tiago Musa Rosa
Assistente Social – Irene lemos

10:30hs COFFEE BREAK

10:45 Humanização e Doação – Enfº Eduardo da Costa Dutra - Hospital Pompéia- Caxias do Sul

12hs ALMOÇO

13:30hs PALESTRA: Início da Doação de Órgãos, Como está e o futuro - Dr. José Camargo - POA

14:30hs MESA REDONDA II - Dificuldades, facilidades e realidade da Doação de Órgãos

• Transplante de Ossos e tecidos - Dr. Francisco Neto
• Transplante Renal – Equipe HC
• Transplante de Fígado - Dr. Paulo Reichert
• Transplante de Córnea - Dr. Paulo Silber
• Transplante de Medula - Dra. Moema Nenê dos Santos

15:45hs COFFEE BREAK

16hs PALESTRA: Cuidados com o corpo do doador Enfª Patrícia Treviso (Hospital Dom Vicente
Scherer - Santa Casa POA)

17hs MESA REDONDA III - Vivências
• Meri da Silva Paula – Transplantado Renal
• Renata Marcondes Dal Piva – Nutricionista – Transplantada de Córnea
• Luis Antonio Albuquerque – Médico – Transplantado
• Representante da ABTO (Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos)

sábado, 4 de setembro de 2010

Treine suas Habilidades Sociais

Fotos do CinePsico de Agosto

Em agosto, o projeto CinePsico exibiu e debateu o filme Ilha do Medo (Shutter Island), aproveitando também para comemorar o Dia do Psicólogo com muita pipoca. Confira as fotos do evento:
O filme para o mês de setembro ainda não foi decidido. Se tens uma sugestão, por favor, deixe nos comentários! Sua opinião é muito importante!

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Curso de Nivelamento em Rorschach

A IMED realizará um curso de nivelamento sobre a técnica de Rorschach (clique na imagem acima para ler os detalhes). Entrevistamos a coordenadora do curso, a prof. Ms. Gabriela Quadros de Lima para saber um pouco mais sobre a técnica:


- O que é a técnica de Rorschach?

É uma técnica de avaliação psicológica projetiva construída para a verificação da estrutura da personalidade do indivíduo e o funcionamento de seus psicodinamismos. O instrumento é composto por dez cartões, os quais servem de estímulos pouco organizados que levam o indivíduo em avaliação a expressar conteúdos associativo-perceptivos representativos de seu mundo interno.

- Ela pode ser aplicada em que tipo de situação?

A técnica pode ser utilizada no contexto da avalição psicológica, sempre que se tornar importante conhecer a personalidade e o funcionamento psíquico do indivíduo de forma profunda e consistente.

- Por que é importante aprender esta técnica?

O Rorschach é um dos mais importantes instrumentos projetivos disponíveis no mercado para os profissionais da Psicologia, sendo amplamente utilizado no Brasil e no exterior. O profissional ou estudante de Psicologia que não dispor de conhecimento básico na utilização deste instrumento, certamente estará com um déficit na sua formação no que concerne a área da avaliação psicológica.

Colóquio sobre Winnicott em Porto Alegre

Nossa colega Marciana Zambillo indicou o evento que será realizado em Porto Alegre. Ela também está em busca de mais pessoas para formar um grupo (marciana_zambillo@yahoo.com.br). É uma oportunidade bem interessante!


III Colóquio Winnicott de Porto Alegre
I Colóquio Winnicott Internacional
SOLIDÃO ESSENCIAL E DEPENDÊNCIA

Data: 02 de outubro de 2010
Local: Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Auditório da FABICO (atrás do Auditório da Escola Técnica, onde foram realizados os dois primeiros Colóquios Winnicott)
 R. Ramiro Barcelos, 2705
Estacionamento: entrada pela Jacinto Gomes (atrás da FABICO)


Conferencistas convidados
Elsa Oliveira Dias (SBPW)
Orestes Forlenza Neto (SBPSP, SBPW)
René Roussillon (Universidade de Lyon)
Zeljko Loparic (PUC-SP, Unicamp, SBPW)


Apoio
Núcleo de Infância e Família/GIDEP/CNPq do PPG-Psicologia da UFRGS
Grupo de Pesquisa em Filosofia e Práticas Psicoterápicas (GFPP) do Centro de Lógica (CLE) da Unicamp
Centro Winnicott de São Paulo (CWSP)
Sociedade Brasileira de Psicanálise Winnicottiana (SBPW)
Revista de Filosofia e Psicanálise Natureza Humana
Revista Winnicott e-Prints


Inscrições

Faça sua pré-inscrição on-line enviando seus dados (nome completo, profissão e instituição) para winnicottpoa@hotmail.com

Inscrições gratuitas



 

Em 2008 e 2009, numa parceria entre o GFPP do Centro de Lógica da Unicamp e o Núcleo de Infância e Família do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFRGS, foi realizado o I e o II Colóquio Winnicott de Porto Alegre, respectivamente, com o objetivo de estabelecer na universidade um espaço de discussão e desenvolvimento de pesquisas sobre a teoria e a clínica winnicottiana. O I Colóquio Winnicott de Porto Alegre teve como tema A teoria do amadurecimento de D. W. Winnicott. O tema do II Colóquio Winnicott de Porto Alegre foi A ética do cuidado.
Agora, em 2010, estamos realizando o III Colóquio Winnicott de Porto Alegre, que terá como tema Solidão essencial e dependência. Com este tema, buscamos explorar e refletir sobre as necessidades fundamentais, de solidão e dependência, que acompanham o ser humano, do início ao fim da vida. O ser humano depende de outros seres humanos para emergir do estado de solidão essencial e estabelecer contato com o mundo. No entanto, a solidão essencial, como condição originária do ser, jamais é ultrapassada e a necessidade de isolamento permanecerá ao longo da vida. Assim, o ser humano depende também de um ambiente que respeite a necessidade de solidão, desde o início da vida.
              
Programação

Sábado, 02 de outubro de 2010

08:30: A ilha de Bergman
            Lea Lubianca Thormann (CEP de PA), Marlete Diesel (Creche HMV), Nara Amalia Caron (SPPA) e Rita de Cássia Sobreira Lopes (UFRGS)

10:00  A solidão essencial e a ilusão de contato
 Zeljko Loparic (PUC-SP, Unicamp, SBPW)

11:15  Café
11:30 O respeito ao isolamento pessoal e a área de sigilo e privacidade do núcleo de
 autenticidade na prática clínica
Orestes Forlenza Neto (SBPSP, SBPW)

13:00  Almoço

15:00 Elsa Oliveira Dias (SBPW):

16 15  Café

16:30   A dependência primitiva
            René Roussillon (Universidade de Lyon)
17:30 Encerramento

IMED Soluções em Psicologia

Informativo da Sociedade de Psicologia do Rio Grande do Sul - SETEMBRO

Leia o informativo em detalhes clicando aqui.

DESTAQUES: